terça-feira, 20 de setembro de 2011

Das respostas que não tenho

"Como pode? Duas pessoas tão diferentes se amarem a ponto de não conseguirem desviar os pensamentos um do outro? Certo dia me perguntaram: Pq você se apaixonou? Eu repondi: Não sei… E talvez continue não sabendo. Eu simplesmente amo, acordo e vou dormir com ele nos meus pensamentos. E como podemos deixar que nossas diferenças nos afetem? Por que diante do amor, nós (humanos) somos às vezes tão racionais? Por que deixamos que o jardim tenha ervas daninhas?

Respostas que eu não tenho."

2 comentários:

Tainã Almeida disse...

Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos periodos mais marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso?
(sinopse do meu blog)

Acessa o meu blog?

http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/
"Blog de uma adolescente"

Se gostar do meu blog, segue lá, vou ficar muito feliz.
Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.

Alessandra disse...

Egua amiga, parece que tava falando de mim, me sinto assim mesmo, "...Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor." CDA
É tão bom amar.