terça-feira, 10 de maio de 2011

Resposta ao tempo


Batidas na porta da frente
É o tempo
Eu bebo um pouquinho
Prá ter argumento
Mas fico sem jeito
Calado, ele ri
Ele zomba
Do quanto eu chorei
Porque sabe passar
E eu não sei
Num dia azul de verão
Sinto o vento
Há fôlhas no meu coração
É o tempo
Recordo um amor que perdi
Ele ri
Diz que somos iguais
Se eu notei
Pois não sabe ficar
E eu também não sei
E gira em volta de mim
Sussurra que apaga os caminhos
Que amores terminam no escuro
Sozinhos
Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixões
Eu desperto
E o tempo se rói
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prá tentar reviver
No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer

PS: É tudo que eu posso dizer hoje.

6 comentários:

Alessandra disse...

Coisa liiiiinndaaaaaa,posso postar no *Alessandra Barcelos(com créditos?É de sua autoria?Beijos!

A Menina que não pisca nunca! disse...

Oi Alê, claro que pode postar... O texto é uma música (olha os marcadores) da autoria de Aldir Blanc e canatada por várias pessoas nesse mundão de Deus... um beijão.

Alessandra disse...

Ai... linda essa musica da vontade de chorar so de ler essa musica. Me espelho tbm nela. #Amei!

Blog da Tarde disse...

Estamos amando seu blog!!
seu blog é foofo!
ameei!
;**
muitos beijinhos!
AH, tem coisa novaa!
http://blogdatardee.blogspot.com/
da uma olhadinha!
;* beijos

A Menina que não pisca nunca! disse...

Realmente essa música é bela... e o tempo é maravilhoso...

Luana Muriell disse...

awn. *-*

Liindo, o teu blog! Super obrigada pela visitinha e fico muito feliz, de verdade, que eu tenha te ajudado de alguma forma. (:
Beijiinhos, e fica com Deus! :*

www.chocolatemeiodoce.blogspot.com